Renzo Vasconcelos – Surge uma liderança

Pausadamente, raciocínio rápido e procurando ser bastante claro em seus pontos de vista, o deputado Renzo Vasconcellos (PP) recebeu a reportagem.

Por José Vicente Mendes

Falando pausadamente, raciocínio rápido e procurando ser bastante claro em seus pontos de vista, o deputado Renzo Vasconcellos recebeu a reportagem do DN em uma pequena, mas aconchegante sala no prédio da Unesc, bem disposto e muito atencioso.
Ao lado de um assessor (Renan) o deputado fez questão de produzir um cafezinho em uma máquina e servir, já contando parte de sua trajetória meteórica na política do Estado. Em menos de uma década saiu de vereador e foi a deputado estadual, preparando-se agora para disputar a Câmara Federal no próximo ano.
“Entrei na política por esforço próprio, tendo como inspiração meu avô, Pergentino de Vasconcelos. Se dependesse dos meus familiares, não seria candidato. Participei do processo e quando muitos pensavam que eu teria uma votação pífia, superei a casa dos dois mil votos e fui eleito vereador na Câmara Municipal de Colatina.” – afirma o parlamentar.
“Comecei a participar dos problemas da cidade, quando insisti com meu avô para trabalhar na área de saúde e assim começou meu trabalho no São José. Anteriormente cuidava dos negócios da família na área rural. Meu avô me deu as coordenadas e fui fundo nos problemas que teria que enfrentar nesta área. Hoje posso dizer que conheço bem a problemática que envolve o setor de saúde. Passei a participar do dia-a-dia de milhares de pessoas.” – fala com entusiasmo o deputado.
Com otimismo Renzo fala da história de seu avô nas áreas de educação e saúde do Estado. Seu avô teve papel de fundamental importância na política do noroeste do Estado, em mais de quatro décadas, onde em companhia do deputado Oswaldo Zanello chegou a circular na área jornalística (sua paixão) editando por muitos anos o jornal “Folha do Norte”.
Entusiasmo
Renzo fala com entusiasmo de seu mandato como deputado estadual: “tenho contato regular com mais de sessenta municípios do Estado, mantendo uma aproximidade que me faz cidadão de cada comunidade. Tenho uma boa equipe de assessores e a vontade de servir sempre a cada cidadão deste Estado. Visto a camisa de um politico atuante, visitando e procurando solucionar os problemas que afligem o nosso próximo. Evidente que é impossível resolver todos os problemas de comunidades carentes, mas damos o primeiro passo, enfrentamos de frente as causas principais.”
Difícil enumerar todas as participações do deputado em projetos e ações. Mas seu nome está inserido nos projetos de saúde, educação e infra-estrutura deste Estado.
Para o deputado, “o céu não é o limite”. Sua atuação é como o universo, sem limite. Por isso se preparou para uma longa carreira política que começou como vereador. E tem esperanças que vai longe, quem sabe até chegar a governador. É jovem, dinâmico, espírito arrojado, bom articulador, e o mais importante, sabe ouvir. Maturidade e “jogo de cintura” não lhe falta.
Como articulador, preparou a volta de Guerino Balestrassi ao cenário político. Inicialmente, sem motivação, Guerino não pensava seriamente em ser candidato a prefeito, cargo que ocupou por duas vezes. Procurado por Renzo, animou-se e participou ativamente do processo eleitoral, e numa eleição muito disputada, acabou se elegendo.
Na verdade aconteceu em Colatina uma divisão de força política. O grupo capitaneado pelo deputado Josias Da Vitória não se compôs com o grupo do deputado Renzo, em torno do mesmo nome. Assim, cada um ficou em lado diferente. Daí a terceira via, que por pouco não saiu vitorioso. Nesta eleição de 2020, Renzo mostrou, como diz o ditado popular, que mesmo estando “numa saia justa”, é possível “enxergar o outro lado do rio”, e fazer uma travessia em águas menos turbulentas.
Hoje pode-se afirmar que surgiu um grande líder em Colatina e no Estado. Foram duas horas de muita conversa, na entrevista que o deputado nos concedeu e mostrou porque seu nome é temido pelos adversários, como concorrente de peso. Não é prematuro dizer que para onde pender o prestígio de Renzo Vasconcelos, por conseguinte penderá a vitória numa eleição.
Segundo Ryszard Barnat, a habilidade política é a habilidade de adquirir o poder necessário, de alcançar objetivos e de impedir que outra pessoa faça uso do poder. A habilidade política pode ser usada para o bem coletivo ou para o self-interest (interesse próprio). Habilidade Renzo tem de sobra. Seu futuro político por certo será brilhante.

Esse artigo apareceu primeiro em Serra Renzo Vasconcelos – Surge uma liderança

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s